cão estressado

Como acalmar cão estressado

Os cachorros apresentam muitos comportamentos emocionais semelhantes aos dos seres humanos, e um deles, é o estresse. Por diversas razões seu amiguinho pode apresentar excesso de nervosismo e medo, e nesses momentos é muito importante a paciência do dono e também o uso de técnicas para acalmar cão estressado. Veja abaixo como identificar e tratar o problema.

Como identificar o estresse canino?

O estresse canino por vezes é confundido com hiperatividade, por isso é importante  observar o comportamento do animais e ao identificar o problema o mais indicado é aplicar técnicas para acalmar cão estressado. Caso seu pet apresente alguns desses sintomas, pode ser sinal que ele esteja estressado:

  • Comportamento hiperativo;
  • Aparecimento de estereotipias (movimentos repetitivos).
  • Reações exageradas.
  • Muita salivação e lambidas;
  • Falta de atenção;
  • Muito ofegante;
  • Tentativas de fuga;
  • Perda de peso;
  • Tensão muscular;
  • Mudanças repentinas de comportamento.

Porque os cães ficam estressados?

O estresse canino pode ter várias razões, uma delas, por exemplo, é a reação ao estresse do dono. Quando você está passando por uma situação estressante em sua vida, é possível que transmita o mesmo estresse para o seu cão. Por serem muito empáticos, os cães percebem facilmente o humor de seus donos e tendem a adotar os mesmos sentimentos.

Outras causas podem ter relação com uma alteração na rotina que do animal; A chegada de um novo pet; Uma viagem; A perda de alguém próximo; Solidão; Falta de exercícios e atividades; Ausência de brincadeiras e interação com o dono. Caso vocês passem por alguma dessas situações, o mais indicado é usar técnicas para evitar e ou acalmar cão estressado.

Como evitar o estresse canino?

Primeiro de tudo, é preciso prestar atenção na personalidade do pet para descobrir qual o fator que desencadeia a tensão, para então conseguir acalmar cão estressado.  Mas alguns hábitos podem evitar o estresse canino.

O ideal é adaptar a sua rotina para o bem-estar do amigo. Se o cachorro tiver muita energia, é preciso fazer atividades mais intensas para que ele possa gastá-la. Se ele for medroso, evite situações que possam causar ansiedade. Se terá a chegada de um novo animal, não deve privar o cão do seu ambiente habitual. Também não é bom deixar o novo membro compartilhar os brinquedos, pratos, cama e outros. Cada um deve ter seus próprios objetos.

Devo usar quais técnicas para acalmar cão estressado?

A coisa mais importante ao lidar com o estresse canino é tratar o animal com paciência, afeto e atenção. Dependendo do nível, será preciso o auxílio de um especialista e ou o uso de florais e outros remédios homeopáticos com aplicação nas coleiras, cobertores ou na cabeça do pet.

Além disso, é possível adotar em casa algumas técnicas para acalmar cão estressado, e promover calma e relaxamento ao animal como: massagens, passeios, natação, música, e brincadeiras. Remédios caseiros como, por exemplo,  a camomila e tília, são ervas conhecidas pela ação calmante e podem ser feitas como chás para serem administrados nas refeições ou diretamente na boca do animal. No mercado ainda há disponível substâncias como o Adaptil Difusor Ceva Conforto e Bem estar para Cães, que também são muito eficientes no combate ao estresse.

E lembre-se que é muito importante dedicar um tempo para dar atenção e carinho para que seu pet esteja sempre saudável e feliz.

Se gostou do artigo, veja outros temas interessantes no nosso blog e também siga nosso Facebook e Instagram..

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.